Entidades se reúnem para discutir estratégias de combate à Reforma da Previdência

Publicado em 29/01/2018

Compartilhe

Ano Legislativo no Congresso Nacional começa no dia 5/02, mas Governo ainda não tem votos suficientes para aprovar a PEC 287/16 cuja votação está inicialmente prevista para 19/02

Nos próximos dias 2, 3 e 4 de fevereiro, o Fórum das Entidades Nacionais de Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e o Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) se reunirão em Brasília para discutir o assunto, além de outros temas relativos ao funcionalismo. A expectativa é que 400 representantes de todas as categorias estejam presentes.

Presidente do Fonacate, Rudinei Marques considera a proposta impactante para todos os trabalhadores, e deixou claro o trabalho que os servidores farão sobre os parlamentares. "Na plenária entre os dois maiores fóruns de articulação do funcionalismo, nos dias 3 e 4, definiremos as ações. Campanhas de mídia, mobilizações de rua e contatos com deputados serão as principais atividades, sobretudo a divulgação do posicionamento de cada parlamentar", disse Marques.

Já o secretário-geral da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), Sérgio Ronaldo da Silva, defendeu que a União deveria adotar medidas alternativas para aumentar a receita da Previdência. "Mesmo com o cenário comprovando que não há déficit, a CPI mostrando que há sonegação e dívidas (com empresas devendo R$ 450 bilhões), e uma série de instrumentos que deveriam ser adotados, o governo insiste em uma proposta que impacta nosso direito", argumentou. 

---

Sinjufego com informações do jornal O Dia